domingo, 25 de abril de 2010

CAMPANHA DO AGASALHO É LANÇADA COM SUCESSO

(Pelotão Solidário na Blitzen de arrecadação de agasalhos)

Lavras/MG (24/04/10) - Conforme amplamente divulgado nos meios de comunicação, nesta data, entre 09:00 e 13:00 foi realizada a abertura da “14.ª Campanha do Agasalho TV Alterosa, PMMG e Entidades Solidárias”.

(Equipe mista de PM, Jovens Demolay, Cruz Vermelha, Tiro de Guerra e Outros Voluntários)

Após a reunião de planejamento com representantes de várias entidades (ACIL, SINDICATO DOS METALÚRGICOS, CÂMARA MUNICIPAL, CRUZ VERMELHA, TIRO DE GUERRA 04-031, ASSOCIAÇÃO COMUNITÁRIA ÁGUA LIMPA, ORDEM DEMOLAY E OUTROS), foi realizado um trabalho de mobilização junto aos moradores da zona norte.

(Atiradores e outros voluntários passam nas residências recolhendo donativos)

Assim, na data e horários estipulados a equipe solidária composta por representantes das entidades acima mencionadas, compareceram nos bairros Vila São Francisco e Jardim Glória, onde realizaram a arrecadação dos agasalhos.

(Pelotão Solidário na arrecadação de agasalhos)

Como podemos observar pelas fotos, mais uma vez a população lavrense dá um show de solidariedade e preocupação com os irmãos mais necessitados, seja no voluntariado ou na doação de agasalhos.


OBRIGADO A TODOS QUE DE UMA FORMA OU DE OUTRA CONTRIBUÍRAM.


AS DEMAIS BLITZEN DE ARRECADAÇÃO DE AGASALHOS SERÃO AVISADAS OPORTUNAMENTE.

VEJA SÓ OS POSTOS FIXOS DE ARRECADAÇÃO DE AGASALHOS EM LAVRAS:

- ACIL (Associação Comercial e Industrial de Lavras), Rua Costa Pereira, n.º 45 - Sala 403, 4º andar (ao lado do Hospital Vaz Monteiro);

- SINCOVAL (Sindicato do Comércio Varejista de Lavras ), Rua Otacílio Negrão de Lima, 388;

- CASAS MORETTI, Rua Francisco Sales, n.º 12, lj 2;

- BAZAR DA ÉPOCA, Rua Francisco Sales, n.º 390;

- BANCO DO POVO, Rua Santana, 179;

- SINDICATO DOS METALÚRGICOS, Rua Ernesto Matiolli, 1.200;

- CRUZ VERMELHA BRASILEIRA, Av. Bueno da Fonseca, 15;

- QUARTEL DO 8.º BPM;

- SEDE DA 54.ª CIA PM;
- POSTOS POLICIAIS COMUNITÁRIOS (Norte, Sudeste e Oeste).

video

(Vídeo chamada da TV Alterosa, criadora da Campanha do Agasalho)

OBS.: Devido à demanda operacional, as viaturas policiais não terão condições de deslocarem às residências para apanharem doações, portanto, deixem seus donativos (AGASALHOS DE FRIO) nos respectivos postos de arrecadação.

LEMBRE-SE, NECESSITAMOS DE “AGASALHOS” (Cobertores, blusas/jaquetas/calças de frio, colchões, edredons, luvas, casacos, etc). Se você ou sua empresa quiser ser um voluntário/colaborador, entre em contato com a Assessoria de Comunicação Organizacional do 8.º BPM – (35) 3829-3237 ou 3829-3238 (Horário de Expediente) ou aco8bpm@gmail.com


POLÍCIA E COMUNIDADE, PORQUE JUNTOS PODEMOS FAZER MAIS!

Fonte: http://oitavobpm.blogspot.com

quinta-feira, 22 de abril de 2010

CURSO SUPERIOR PARA INGRESSO NA PMMG

Belo Horizonte/MG (22/04/10) - "Nesta data, o Exmo. Senhor Governador do Estado, Antônio Augusto Junho Anastasia, atendendo à solicitação do Comando da PMMG, encaminhou a Assembléia Legislativa um Projeto de Lei Complementar, que, em caso de aprovação, irá alterar, significativamente, as normas para ingresso na Polícia Militar.

Para a carreira de oficial, a partir de 2011, será exigido o título de Bacharel em Direito. Essa modificação não afetará a garantia em lei, a todos os policiais militares, (ativa, reserva altiva e reformados) e pensionistas, independentemente de seu quadro de carreira, dos direitos e prerrogativas dos respectivos postos e graduações, nos termos do art. 39, § 12, da Constituição do Estado.

Para a carreira de praças, também a partir de 2011, será exigido o diploma de conclusão de curso de 3.º grau (ensino superior). Como regra de transição, em razão da complexidade e tamanho da PMMG, nos primeiros cinco anos de vigência da nova lei, será admitido, também, que o candidato à inclusão na carreira de praças possua apenas o Ensino Médio. Neste caso, os aprovados freqüentarão um curso de graduação de nível superior (tecnólogo), que será realizado na Polícia Militar, estando a APM já credenciada para tal fim.

A proposta apresentada é fruto de intensos estudos realizados pelo Comando da Polícia Militar, com aprovação dos Coronéis que integram o Alto Comando, pelos Comandantes de Unidades de Execução Operacional e de Apoio Administrativo da Instituição, além da participação efetiva das entidades de classe, nas pessoas do Cel César, Presidente da UMMG; Cel Piccinini, Presidente do COPM; Maj Ronaldo de Assis, Presidente da AOPMBM; SubTen Gonzaga, Presidente da ASPRA; Cabo Coelho, Presidente do CSCS e do Deputado Sargento Rodrigues.

A condição de possuir curso superior para ingresso na carreira policial militar revela-se como uma tendência verificada em diversas polícias militares do Brasil, a exemplo do Distrito Federal e dos Estados de Goiás, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Piauí.

Estas mudanças colocarão a Polícia Militar de Minas Gerais na vanguarda brasileira da valorização do profissional da área de defesa social, acompanhando o moderno e inédito modelo de gestão pública adotada em Minas Gerais
."
Texto extraído da mensagem enviada a toda PMMG pelo Exmo. Sr. Coronel Renato, Comandante Geral da PMMG
Assessoria de Comunicação Organizacional do 8.º BPM

quarta-feira, 21 de abril de 2010

VIVA LOS POLICIAIS BRASILEIROS

(Dia das Polícias Civis e Militares)
A palavra "polícia", do latim politia, significa "governo de uma cidade, administração, forma de governo". Mas a denominação moderna conferiu-lhe um sentido particular: "polícia", passou a representar a ação de um governo, de ordem jurídica, visando resguardar a sociedade de violações e crimes.

No Brasil, a autoridade policial é dividida entre a Polícia Militar e a Polícia Civil. A chamada "polícia" enquanto instituição, chegou ao Brasil com Martim Afonso de Sousa, em 1530, com o objetivo de combater os traficantes franceses e fundar núcleos de povoamento no litoral, promover a justiça civil e criminal e nomear funcionários públicos. Desde então, a polícia brasileira passou por inúmeras reformulações até a chegada do príncipe regente D. João. Nessa ocasião, foi criado o cargo de intendente-geral de polícia, ocupado pelo desembargador Paulo Fernandes Viana, que ficou encarregado de criar as diversas seções da instituição.

Após a Independência, foi editada a lei no 261, de 3/12/1841, que criou no município da Corte e em cada província o cargo de chefe de polícia e de delegados e subdelegados, nomeados diretamente pelo imperador ou pelos presidentes da província. Em 20/9/1871, a lei no 2.033 separou as instituições Justiça e Polícia. Essa lei, regulamentada pelo decreto no 4.824, de 22/11/1871, estabeleceu importantes disposições da legislação judiciária, entre as quais o inquérito policial, que existe até hoje.

Em 1926, inspirada na polícia de rua londrina, a cidade de São Paulo, como todo o estado, passou a contar com um efetivo de mil policiais uniformizados, que formavam a Guarda Civil, para auxiliar a Força Pública no policiamento ostensivo de rua. Durante o regime militar, em 1969, essas duas forças foram extintas; de sua fusão, nasceu a Polícia Militar do Estado de São Paulo.

A vocação de policiamento ostensivo e preventivo da Polícia Militar vem desde os tempos da Guarda Civil, que passou a ser imitada em todo o país, visto que os outros estados brasileiros passaram a adotar a Polícia Militar no policiamento preventivo e a Polícia Civil na investigação dos crimes, divisão que perdura até hoje.

A Polícia Civil é composta por policiais "de carreira", encarregados não só de investigar crimes e contravenções, como também de reunir provas sobre suas circunstâncias e sua autoria, atuando primordialmente após a ocorrência do fato criminoso. Além disso, é de sua competência elaborar boletins de ocorrência (B.O.) (Atualmente muito registrado pelas Polícias Militares); de qualquer natureza, expedir cédulas de identidade, atestados de antecedentes criminais e de residência, registros de porte de arma de fogo e alvarás de produtos controlados, entre outras atividades.

A Polícia Militar é composta por policiais fardados incumbidos de prevenir as condutas criminosas, zelar pela ordem pública, efetuar policiamento preventivo e ostensivo em todas as suas modalidades: policiamento motorizado e a pé; policiamento florestal e de mananciais; policiamento de trânsito urbano e rodoviário; policiamento montado; policiamento com cães; policiamento escolar (PROERD, etc); policiamento de guarda; policiamento em praças desportivas; policiamento tático motorizado; rádio-patrulhamento aéreo; rondas ostensivas; rondas ostensivas com apoio de motocicletas; Defesa Civil, etc.

A comemoração do Dia das Polícias Civis e Militares foi instituída pelo presidente Dutra, mediante o decreto-lei no 9.208, de 29/4/1946.(citada comemoração é pouco divulgada; geralmente no dia 25 de Agosto, algumas escolas convidam nossos "Soldados" para prestar-lhes homenagens, quando o correto seria no dia ou véspera do DIA 21 DE ABRIL).


Texto adaptado de: http://www.paulinas.org.br/
VIVA OS POLICIAIS BRASILEIROS!

sábado, 17 de abril de 2010

REENCONTRO DA FAMÍLIA MILICIANA

Na manhã do dia 16 de abril de 2.010, em Lavras/MG, o Núcleo Regional da União dos Militares de Minas Gerais (UMMG), convocou todos seus associados para carinhosamente rever velhos companheiros e amigos, compartilhando da agradável presença dos ilustres convidados, no tradicional café da União.

O Auditório do 8.º BPM contava com de cerca de 150 pessoas, entre militares da ativa, da reserva/reformados, pensionistas e demais convidados. Inclusive, nesta reunião se fazia presente os Diretores Regionais da UMMG de Varginha, Poços de Caldas, Pouso Alegre e Juiz de Fora, além das respectivas comitivas.


Após o Hino Nacional, o Capitão PM Capelão da Guarnição Policial de Lavras e associado da UMMG, Padre Neidir, procedeu a uma oração inicial, agradecendo a Deus pela manhã e pela rica oportunidade encontrada naquele momento de reencontro dos amigos, perpetuando a parceria firmada em nome de um mesmo ideal.

Compuseram a mesa de honra, as seguintes personalidades: Ten Cel PM Rosângela de Souza Freitas (Cmt da 6.ª Cia Ind PM MAT); Cel PM Mário Lúcio Calçado (Ex-Cmt Geral da PMMG); Cel PM Edvaldo Piccinini Teixeira (Presidente do Clube de Oficiais da Polícia Militar de Minas Gerais - COPM); Cel PM Wilson Gomes da Silva Júnior (Cmt da 6.ª RPM); Cel PM Célio Fonseca Furtado (Presidente do Núcleo UMMG/Lavras); Cel PM César Brás Ladeira (Presidente da UMMG); Sra. Thetys Tavares (Pensionista e Associada da UMMG); Major PM Márcio Ronaldo de Assis (Presidente da Associação dos Oficiais PM/BM de Minas Gerais – AOPM/BM) e Major PM Francisco de Assis Oliveira (Respondendo pelo Cmdo. do 8.º BPM).

Logo após o Diretor do Núcleo da UMMG Lavras (Cel PM Célio) procedeu à palavra, informando a todos os presentes a respeito do que repercute na Instituição, ressaltando a atenção do Comando Geral da PMMG às deliberações da UMMG.
Seguindo, o Cel PM César Brás Ladeira, Presidente da UMMG, falou aos presentes em nome dos demais presidentes de Entidades ali representados e ressaltou que entre os companheiros militares não deve haver separação, divisão, ao contrário a união deve ser uma constante na classe dos militares estaduais.

video


O Cel PM Piccinini, Presidente do COPM falou sobre a importância da união entre as entidades de classe.

O Major PM Ronaldo, Presidente da AOPM/BM se referiu ao franco diálogo existente entre as entidades de classe, o Comando da Corporação e Governo, num acerto de cadência entre estes.

O Cel PM Saint Clair (Presidente da Associação Desportiva da Polícia Militar/Juiz de Fora-MG) também fez questão de deixar sua palavra de apoio ao encontro, ocasião em que se fez acompanhado de mais 25 companheiros milicianos oriundos de Juiz de Fora/MG.
Como oportunidade, os presentes ouviram ainda as palavras do Cel PM Severo Augusto da Silva Neto, Ex-Chefe do Estado Maior da Polícia Militar.
Encerrando a solenidade, o Cel Wilson Gomes da Silva Júnior, falou aos presentes apregoando com convicção os valores cultuados na caserna, sensíveis naquela manhã.
Após o encerramento, todos foram convidados para um café matinal oferecido no salão de festas da Unidade.


"Amigo é coisa prá se guardar, no lado esquerdo do peito..."

Matéria extraída de http://oitavobpm.blogspot.com/

terça-feira, 6 de abril de 2010

TESTE DE CAPACITAÇÃO FÍSICA PARA INGRESSO NAS FILEIRAS DA PMMG

Na manhã do dia 05 de abril de 2.010, na sede do 8.º BPM situado na cidade de Lavras/MG, teve início a 4.ª fase do Processo Seletivo do Concurso ao Curso Técnico em Segurança Pública (CTSP/2010 – Interior).

Conforme previsto no Edital n.º 07/2009 de 05/05/09, durante três dias serão aplicados os Testes de Capacitação Física (TCF) aos candidatos aprovados na 3.ª fase do concurso.

(Candidato sendo avaliado na "Barra Fixa")

video

Estão sendo oferecidas 120 vagas para a 6.ª RPM (Lavras) e também 120 vagas para a 17.ª RPM (Pouso Alegre), totalizando assim 240 vagas para o sul de minas. Destas 120 vagas para cada Região de Polícia Militar, 12 vagas (10%) são destinadas às mulheres.

(Candidato sendo avaliado no "Shutle-Run")
video

Foram convocados 670 candidatos (585 masculinos e 85 femininos) para serem submetidos às provas físicas de Barra Fixa ( masculinos), Flexão de Braços (femininos) Shutle-Run (Agilidade), Flexão Abdominal e Corrida de 2.400 metros.

(Candidatos sendo avaliados na "Flexão Abdominal")

video
No primeiro dia de provas, os candidatos masculinos foram divididos em grupos, devidamente identificados e conduzidos aos locais de testes.

video

video

(Candidatos sendo avaliados na "Corrida de 2.400 metros")

Cerca de 30 policiais militares devidamente treinados participaram da comissão de aplicação do TCF, inclusive conta com equipe de Médicos, Enfermeiros, Ambulância e Grupo de Resgate dos irmãos Bombeiros Militares para prestação dos primeiros socorros caso necessitar.

[Maj Assis (D), Cap Serpa (E) e Ten QOS Luiz Angelo(C)]

A PMMG, para demonstrar lisura, transparência e seriedade em seus concursos, aplica várias medidas preventivas em todas as fases. Assim, todos os candidatos antes de iniciarem a prova se identificam perante uma câmara digital onde são gravadas suas imagens dizendo o nome e grupo a que pertencem.

(Policial Militar filmando a corrida)

No decorrer de todas as provas, há militares posicionados em pontos estratégicos, filmando a realização do exercício para evitar fraudes ou outras argumentações tão comuns nos concursos públicos.

Todos os candidatos assinam a ata de aplicação de prova e se porventura algum é eliminado/desclassificado, são convocados dois candidatos como testemunhas para assinarem a respectiva ata de desclassificação. Posteriormente tal banco de imagens fica arquivado para posterior consulta se necessário em caso de recurso.

Os candidatos aprovados e melhores classificados nesta fase (na proporção de 1.6 por vaga oferecida) passarão para a 5.ª fase do concurso (Exames Psicológicos). A previsão de início do "CTSP 2.010 – Interior" será em 01/07/10.


Matéria extraída de http://oitavobpm.blogspot.com